Saúde Mental dos Colaboradores, uma preocupação das Organizações

Segundo pesquisas da Organização Mundial da Saúde, a exaustão psicológica no trabalho ocorre quando as exigências de trabalho ultrapassam as recompensas, o reconhecimento e os momentos de relaxamento. O volume de trabalho, uma comunicação ineficaz, a falta de apoio e políticas inadequadas são situações que comummente geram exaustão e stress, reduzindo a qualidade de vida dos Colaboradores.

A realidade que estamos a enfrentar nos dias de hoje, como o teletrabalho, também tem efeitos na saúde mental, nomeadamente a solidão e a tristeza associada à privação da vida social e da rotina de trabalho.

Em muitos destes casos, falamos no Síndrome de Burnout. Uma perturbação psicológica causada pelo stress excessivo devido a uma sobrecarga ou excesso de trabalho que leva ao sentimento de exaustão extrema, negatividade, angústia e diminuição da eficácia.

Como consequência do sofrimento psicológico, as Organizações presenciam um baixo rendimento dos Colaboradores, aumento da taxa de turnover e aumento do absentismo.

Não nos podemos esquecer que o recurso mais importante das Organizações é o Capital Humano.

Assim, as Organizações devem criar um ambiente seguro, saudável e sobretudo de confiança, de forma a permitir que os Colaboradores se sintam confortáveis para falar sobre saúde mental ou sobre outro problema que os afete.

E o que podem as Organizações fazer para assegurar a saúde mental e promover o bem-estar dos Colaboradores?

  • Incentivar terapias (aulas de relaxamento, meditação, yoga, mindfulness);
  • Workshops sobre gestão de stress, burnout, resiliência e otimismo;
  • Promover boas relações entre equipas;
  • Criar uma jornada de trabalho flexível:
  • Criar um programa de assistência aos Colaboradores;

Para fazer face ao panorama atual, deixamos 3 exercícios que podem ser implementados no nosso dia-a-dia e que treinam o cérebro em prol da felicidade e do sucesso:

  • Agradecer

Praticar a gratidão tem um efeito poderoso porque nos faz lembrar das coisas que já temos e isso permite que o cérebro se concentre no que é positivo.

  • Sorrir

O ato de sorrir produz “felicidade” no cérebro e no corpo. Esta felicidade ocorre porque enviamos uma mensagem ao nosso cérebro que está associada a uma coisa boa.

  • Respirar conscientemente

Quando assumimos o controlo da nossa respiração e nos concentramos nela há a tendência de nos acalmarmos e libertarmos a tensão.

Cuidar da saúde mental e física é fundamental para nós, Pessoas, mas também para a sociedade como um todo!

Autora:

Cláudia Sousa, Marketer uMan Xpert 

Receba as notícias e conteúdos de RH e mantenha-se atualizado!